A aliança ta no respeito que eles não tem

anel

Ana namorava Isac, mas adorava encontrar com Pedro na escada, ou com o João no elevador. Sua aliança brilhava e junto com ela brilhava os olhos para qualquer loiro que passasse perto. Isac encontrava Luciana no metro,a Paula na faculdade e alguma outra que lhe parecesse interessante por ai. As alianças brilhavam e declarações no instagram nunca faltaram, talvez, amor também não faltou, mas a ausência de respeito e honestidade acabou com o sentimento bom que existia nos corações.

Ter alguém pra chamar de seu e fazer o status na internet é fácil, ter um(a) fixo, e mais quantos quiser é cômodo, mas nunca fará o coração se sentir inteiro como um amor único faz. Deitar a cabeça no travesseiro e saber que você é protagonista daquela velha história “quem tem todo mundo não tem ninguém” não deve ser nem um pouco confortante, na verdade essa ideia me assusta.

Ter alguém ao seu lado dividindo as alegrias e te confortando nas quedas é ótimo , ter alguém pra dividir a pipoca, o sofá e a vida é maravilhoso! E se há algo que aprendi é que nosso coração é como um copo cheio de água. Sozinhos o copo deve estar completo, pois não precisamos de ninguém, e quando decidimos dividir a pipoca com alguém é para que o copo transborde de água e felicidade. Se for pra te fazer esvaziar, sai dessa, não vale a pena.

Amar, é despir os medos, as incertezas e se entregar, mas se entregar de verdade. Se for pra estar com alguém e esconder, omitir sua vida e desenhar a desculpa perfeita, falar que foi encontrar sua(eu) amiga(o) enquanto estava com outro, para ai. Porque quem ama assim, desculpa, não ama.

-AN.

Anúncios